App Sympla
Baixe agora

Seminário Pensar a Imagem

Goethe-Institut Brasilien - Auditório - Porto Alegre, RS
21 de novembro de 2019, 10h - 24 de novembro de 2019, 12h

Inscrição

R$ 0,00

Todos os dias do evento
R$ 50,00  (+ R$ 5,00 taxa)
em até 12x R$ 5,69
Inscrições até 20/11/2019
0
Quinta-feira - 21/11
R$ 20,00  (+ R$ 2,50 taxa)
em até 4x R$ 6,12
Inscrições até 20/11/2019
0
Sexta-feira - 22/11
R$ 20,00  (+ R$ 2,50 taxa)
em até 4x R$ 6,12
Inscrições até 20/11/2019
0
Sábado - 23/11
R$ 20,00  (+ R$ 2,50 taxa)
em até 4x R$ 6,12
Inscrições até 20/11/2019
0
Domingo - 24/11
R$ 20,00  (+ R$ 2,50 taxa)
em até 4x R$ 6,12
Inscrições até 20/11/2019
0
Total
R$ 0,00

Descrição do evento

O Cine Esquema Novo promoverá durante a semana de realização do festival o Seminário Pensar a Imagem. A proposta do evento é abordar especificidades teóricas, técnicas, conceituais, narrativas e de circulação associadas à produção autoral e experimental de imagens no século 21. Entre os dias 21 e 24 de novembro, sempre às 10h, serão realizadas no auditório do Instituto Goethe quatro mesas que têm como tema transversal as implicações entre estética e política no cinema contemporâneo e nas artes. Considera-se que, no caso das linguagens artísticas, a política se dá não apenas com a produção de representações que evoquem questões macropolíticas de forma mais evidente, mas especialmente por meio da experimentação formal e da possibilidade de emergência de poéticas, corpos e discursos dissidentes.


O Seminário reunirá oito convidados brasileiros e estrangeiros, entre os quais o programador da Cinemateca Francesa Bernard Payen; a gerente de projetos do arsenal distribution (Alemanha), Angelika Ramlow; o ator, dramaturgo e diretor Silvero Pereira; a curadora no Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) Izis Abreu e o produtor e programador Paulo de Carvalho, brasileiro radicado em Berlim e especializado na difusão do cinema latinoamericano nos mercados internacionais. O Seminário foi criado a partir de uma livre associação com o Think:Film International Experimental Cinema Congress, parte do Festival de Cinema de Berlim e organizado pelo Arsenal Institut für Film und Videokunst, entidade parceira do CEN na Alemanha. A produção e a curadoria do Seminário são da pesquisadora e professora universitária Gabriela Almeida.


As inscrições ficam abertas a partir do dia 01/11 e custam R$ 20,00 para cada mesa ou R$ 50,00 para todos os dias. 


PROGRAMAÇÃO


21/11, 10h, Instituto Goethe

Mesa 1: Estética e política no cinema contemporâneo

Ementa: 

O cinema contemporâneo é marcado por uma multiplicidade de sujeitos, muitos deles ligados a dissidências ou grupos minoritários, realizadores de filmes que rasuram imaginários cristalizados socialmente e produzem rupturas de paisagens hegemônicas, especialmente no que diz respeito às políticas do corpo e às relações entre poder e produção de subjetividades. A mesa de abertura do seminário trará um panorama de certo cinema contemporâneo para o qual a política não está dissociada da estética, nos contextos brasileiro e francês. 


Participantes: 

Bernard Payen (programador da Cinemateca Francesa)

Dieison Marconi (pesquisador, desenvolve investigação sobre a estética queer no cinema brasileiro contemporâneo no doutorado em Comunicação na UFRGS)


22/11, 10h, Instituto Goethe

Mesa 2: Estética e política nas artes 

Ementa: 

O campo das artes visuais e suas instituições - como museus, galerias e acervos - têm sido tensionados no sentido de se repensar enquanto lugares de poder historicamente constituídos. Esses lugares vêm sendo disputados, no presente, por uma multiplicidade de sujeitos que buscam não apenas representatividade, mas principalmente o reconhecimento da legitimidade dos seus saberes, práticas e formas de vida. O objetivo da mesa é colocar em discussão, a partir de experiências bastante distintas de mulheres que atuam espaços institucionalizados das artes, a urgência de viabilizar esse reconhecimento por meio de ações de curadoria, constituição de acervos, preservação e distribuição.


Participantes:

Angelika Ramlow (gerente de projetos do arsenal distribution, braço do Arsenal Institut für Film und Videokunst, na Alemanha)

Izis Abreu (curadora no MARGS e pesquisadora de questões étnico-raciais na história da arte no Rio Grande do Sul)


23/11, 10h, Instituto Goethe

Mesa 3: Corpos em cena no cinema e nas artes visuais no Brasil

Ementa: 

Pensar as implicações entre estética e política passa necessariamente pelo debate sobre as imagens e as políticas do corpo - gênero, raça e etnia, orientação sexual e classe. O objetivo da mesa é suscitar um debate sobre os corpos em cena no cinema e nas artes visuais do Brasil, orientado por questões como: que corpos podem estar em cena? Que espaços existem para corpos não-normativos? Como os corpos de pessoas negras, mulheres, pessoas LGBT e/ou pobres são representados nas imagens? Quem produz essas representações e que esforços têm sido feitos em busca de representações contra-hegemônicas?


Participantes:

Ali do Espírito Santo (artista, ensaísta e pesquisador, desenvolve pesquisa de mestrado em Psicologia Social na UFRGS)

Silvero Pereira (ator, dramaturgo e diretor, fundador do Coletivo As Travestidas)


24/11, 10h, Instituto Goethe

Mesa 4: As cinematografias emergentes na perspectiva da crítica e da programação Ementa: 

A mesa tem como proposta discutir as chamadas cinematografias emergentes a partir dos olhares da crítica e da distribuição desse cinema nos mercados internacionais. De um lado, temos a consolidação de espaços para o exercício da crítica cinematográfica fora da imprensa tradicional e a ampliação do acesso a filmes de difícil circulação comercial, o que potencialmente confere maior possibilidade de ação à atividade crítica. De outro, temos a ampliação da circulação do cinema produzido no sul global em espaços hegemônicos - sejam eles os festivais europeus ou norte-americanos ou o circuito comercial desses locais. Esse cenário levanta inúmeras questões relativas à visibilidade das cinematografias emergentes e suas complexas relações com as instâncias de consagração e reconhecimento do cinema.


Participantes:

Juliana Costa (integrante da Associação de críticos de cinema do Rio Grande do Sul, pesquisadora e criadora do cineclube Academia das musas)

Paulo de Carvalho (produtor e programador na Autentika Films e diretor artístico do Festival CINELATINO, na Alemanha)



Sobre o produtor

Cine Esquema Novo

Comentários

Local

Goethe-Institut Brasilien - Auditório
Rua 24 de Outubro, 112, Independência
Porto Alegre, RS

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.