Festival Black Codes_Feira Preta RJ_Painel Feminismo Negro

Museu MAR - Rio de Janeiro, RJ
27 de novembro de 2016, 09h30-11h30

Compartilhar:

Ingressos

ingresso único
Grátis
Vendas até 26/11/2016
Encerrado

Descrição do evento

BLACK CODES FEMINISMO NEGRO

Dia 27/11 - Horário: 9h30 às 11h30


Construindo novas narrativas de liberdade. Mulheres negras, ativistas da luta pela equidade de gênero e raça falam sobre suas vivências e das batalhas que travam nas mais diferentes trincheiras, da literatura à política, do ambiente acadêmico à comunicação em rede. Quem são elas: 

  • Djamila Ribeiro é pesquisadora na área de Filosofia Política e feminista. É secretária-adjunta da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo. 
  • Giovana Xavier é prof. da UFRJ, mãe e coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Intelectuais Negras UFRJ. 
  • Jarid Arraes é escritora, cordelista e autora do livro “As Lendas de Dandara“. Criadora da Terapia Escrita, mediadora do Clube da Escrita Para Mulheres e do Clube Leitura Independente.
  • Larissa Santiago é baiana de Salvador, filha de Dona Madalena e feminista negra interseccional. Formada em comunicação social com especialização em publicidade, já atuou em em várias agências de publicidade e tecnologia de Salvador, João Pessoa e Recife, hoje se dedica a coordenar espaços virtuais e offline junto com as Blogueiras Negras. Dentre eles, espaços acadêmicos como o Seminário de Educação e Cultura da Universidade Federal de Uberlândia, Semana Feminista na Uninassau em Recife, Semana de Pedagogia da Universidade Federal de Pernambuco além de facilitar diálogos e conversas em espaços públicos e privados como os realizados pela ThoutghWorks Recife.
  • Nina Silva é escritora e gerente de projetos especializada em tecnologia da informação. Membra Honorária da Academia de Letras de Araçariguama e região, coautora da obra Incorporos e participante de diversas antologias e estudos interseccionais de raça e gênero. Provocadora e pesquisadora da (in)visibilidade x ocupação das mulheres negras em cargos de liderança.


Mediação: Juliana Gonçalves. Mulher negra, mãe e jornalista. Como militante, integra a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial de São Paulo (Cojira-SP). Atualmente é repórter do Brasil de Fato e colunista da revista eletrônica Calle 2 onde compartilha histórias que versam sobre sua condição no mundo: mulher negra, periférica, afrolatina, quiça, livre.



Sobre o produtor

Feira Preta

Promover o desenvolvimento sócio-cultural da comunidade negra no país, através do fomento ao empreendedorismo e fortalecimento de artistas e micro-empreendedores afro-brasileiros ou que atuam com o mercado étnico.

Comentários

Local

Museu MAR
Praça Mauá, Centro
Rio de Janeiro, RJ

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.