Fale com o produtor
Parcele sua compra em até 12x

O Cinema e as Censuras Históricas

04 mar - 2024 • 20:00 > 25 mar - 2024 • 22:00

 
Evento Online via Zoom

Descrição do evento

O Cinema e as Censuras Históricas

Com Filippo Pitanga

Vamos analisar como desde o princípio da história tivemos inúmeros momentos de conflito ao redor do mundo que influenciaram o cinema, inclusive, em termos de censura, e analisaremos também de que formas a sétima arte sempre desenvolveu formas de trabalho e criatividade para superar expectativas perante quaisquer restrições. O cinema sempre foi uma poderosa ferramenta por conter um discurso, e, como tal, continua sendo uma possibilidade de dialogar com inúmeros movimentos e militâncias. Estudaremos como se fez necessário criar estratégias e modos de produção que não permitissem com que a liberdade autoral fosse silenciada por nenhum tipo de opressão. Algumas destas inovações se tornaram aprendizados e técnicas importantes até hoje para os filmes e para a sociedade em geral, transformando alegorias em linguagem muito mais poderosa para combater censuras.

Um drive será disponibilizado com os filmes sugeridos ou indicação de onde assisti-los:

1)     Censura estrutural: iremos analisar como o passar dos anos enfrenta questões geracionais típicas de cada período e que evoluem (ou não) com o tempo, possuindo registros diversos na sétima arte.

Exemplos sugeridos para assistir: “As consequências do Feminismo” de Alice Guy; “A idade do Ouro” de Luis Buñuel; “O Proscrito” de Howard Hughes; “A Mulher faz o Homem” de Frank Capra; “Crepúsculo Sangrento” de Dorothy Arzner.

2)     Censura governamental: veremos como o poder concentrado em monopólios históricos já tentou conduzir a sétima arte para ideologias em sintonia com o posicionamento da época, e tentou suprimir ou apagar filmes que fossem contrários a isso, mesmo que sempre existissem brechas e fissuras para resistir.

Exemplos sugeridos para assistir: “Saló ou 120 Dias de Sodoma” de Pier Paolo Pasolini; “As Pequenas Margaridas” de Vera Chytilová; “Ivan, O Terrível” de Sergei Eisenstein; “M, O Vampiro de Dusseldorf” de Fritz Lang; “Assassinato no Harlem” de Oscar Michaeux

3)     Golpes de Estado e revoluções populares: compilaremos exemplos que resultaram em outras formas de governo, sejam marcadas por abuso de autoridade e opressão ou sejam marcadas por tentativas de coletividades no poder, e que igualmente influenciaram o cinema.

Exemplos sugeridos para assistir: “Os Homens que eu tive” de Tereza Trautman; “Amor Maldito” de Adélia Sampaio; “Um é pouco, Dois é bom” de Odilon Lopez; “Soy Cuba” de Mikhail Kalatozov; “Asunción” de Carlos Mayolo e Luis Ospina; “A batalha do Chile: A luta de um povo sem armas” de Patricio Guzmán

4)     Outros tipos de censura: analisaremos como instituições diversas também influenciam formas de pensar, desde as religiosas ao tempo da internet e das redes sociais com seus memes e formatos manipuladores de massas; além de analisarmos o gênero mais censurado da história: o terror!

Exemplos sugeridos para assistir: “Isto não é um filme” de Jafar Panahi; “Cavalo de Duas Pernas” de Samira Makhmalbaf; “Garota Sombria Caminha pela Noite” de Ana Lily Amirpour; “Holocausto Canibal” de Ruggero Deodato; "Rafiki" de Wanuri Kahiu



O CURSO DISPÕE DE BOLSA PARA ALUNOS DA REDE PÚBLICA, PROFESSORES E ESTUDANTES DA ÁREA RELACIONADA (vagas limitadas), para solicitar o benefício, é necessário preencher o formulário de solicitação de bolsa do Midrash (Cadastro para Bolsa) e enviar o pedido com nome completo e curso pelo e-mail [email protected]

 

 

 Filippo Pitanga

Natural do Rio. Advogado, jornalista, curador e crítico de Cinema. Mestrando em Comunicação e Cultura pela UFRJ e Pós-graduando em cinema pela Estácio. Membro da FIPRESCI (Federação Internacional de Críticos de Cinema) e Associação de Críticos de Cinema do Rio de Janeiro – ACCRJ. Professor na Academia Internacional de Cinema (AIC), Sesc, EBC, Casa do Saber e etc. Apresentador e roteirista da Sessão AIC no Canal Like (530 da NET). Oficineiro do Cine Ceará com o Laboratório de Adaptação Cinematográfica para o Cinema. Curador no CineFantasy – International Fantastic Film Festival, ROTA – Festival de Roteiros Audiovisuais, Festival Olhar Periférico, Festival Internacional Colaborativo de Audiovisual (Fica.vc), no Fest Cine Pedra Azul, já tendo atuado como curador no Festival Rio Fantastik, Cine Tamoio etc. Consultor na curadoria da itinerância do 25º Festival de Cinema de Vitória. Curador de Cineclubes AIC, Cineclube Estação Net de Cinema, Cineclube Ação e Reflexão, Cineclube Casa do Saber etc. Editor-chefe do Almanaque Virtual. Fundador e colunista da Revista Acadêmica A Forca de Judas – ISSN: 2764-331X. Colunista fixo da Revista Fórum, colaborador da Carta Capital e da Justificando, do Cinema Para Sempre e Vertentes do Cinema. Host e fundador do Podcast Reserva Imovision. Membro fixo do Podcast Cinema em Série. Autor do livro “Lágrimas Entre Caixas” e de artigos em livros como “O Último Durão – Centenário Kirk Douglas” e “John Carpenter: O Medo É Só O Começo”, “Star Trek”, “Centenário Frank Sinatra: A Voz no Cinema”, “Neville D’Almeida – Cronista da Beleza e do Caos”, “Rock Terror”, “George A. Romero – A Crônica Social dos Mortos-Vivos”, “Um Porto no Purgatório: Impressões sobre o Cinema de Frederico Machado”, “O Melhor do Terror dos Anos 90”, e de Livro inédito de comemoração aos 10 Anos do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África e Caribe, ora no prelo. Produtor de eventos e pré-estreias no Cine Odeon. Consultor de filmes como “Torre das Donzelas” de Susanna Lira e obras como “Neville D’Almeida: Cronista da Beleza e do Caos” e “Ivan – The TerrirBle” de Mario Abbade, “Filhos da Revolução” de Luciana Sérvulo, e, na fase de distribuição, de “Eu, Pecador” de Nelson Hoineff. Curador e produtor de Mostras e eventos especiais como Centenário Ingmar Bergman, Centenário Maya Deren, 80 Anos de Leon Hirszman, 60 Anos de Carreira de Helena Ignez e Antônio Pitanga e 50 de Carreira de Tonico Pereira. Mediador de debates no Festival Internacional de Cinema do Rio, Festival de Cinema de Vitória, Festival de Cinema de Belo Jardim, Mostra Curta Vazantes e Cinefantasy etc. Participou como membro de Júris internacionais oficiais do Stockholm International Film Festival, do FANTLATAM – Alianza Latinoamericana de Festivales de Cine Fantástico, Festival de Cinema de Vitória, Cine Ceará etc. Também membro de Júris do Canal Brasil em Festivais Nacionais e Internacionais como Mostra Tiradentes e AnimaMundi, do Júri ACCRJ do Festival Curta Cinema e da Mostra do Filme Livre, do Júri FIPRESCI do Festival Internacional de Cinema do Rio, Festival Internacional Pequeno Cineasta, entre outros. Ex-comentarista de Cinema convidado no programa “Você na MPB” da rádio MPB-FM e do programa Cine Rooftop do canal Paramount.

Política do evento

Cancelamento de pedidos pagos

Cancelamentos de pedidos serão aceitos até 7 dias após a compra, desde que a solicitação seja enviada até 48 horas antes do início do evento.

Saiba mais sobre o cancelamento

Edição de participantes

Você poderá editar o participante de um ingresso apenas uma vez. Essa opção ficará disponível até 24 horas antes do início do evento.

Saiba como editar participantes
Termos e políticas

Como acessar o evento

Acesse a aba Ingressos no site ou no app Sympla disponível para iOS e Android

Selecione o evento desejado e toque no botão acessar evento

Pronto! O link de acesso também será enviado para você por email.

Saiba mais sobre o acesso a eventos online

Sobre o produtor

organizer

Midrash Centro Cultural

Inaugurado em 2009, o Midrash Centro Cultural foi idealizado e concebido pelo Rabino Nilton Bonder e hoje é referência na Cidade do Rio de Janeiro como centro de estudos judaicos e de um espaço de cultura. As atividades ocorrem nas diferentes áreas do fazer, sentir, pensar e ser, em busca de sentido e aperfeiçoamento. Cursos, palestras, grupos de estudo, eventos musicais e artísticos. Sem fins lucrativos, o Midrash oferece eventos gratuitos e cursos pagos.

Métodos de pagamento

Parcele sua compra em até 12x

Compre com total segurança

Os dados sensíveis são criptografados e não serão salvos em nossos servidores.

Google Safe BrowsingPCI compliant

Precisando de ajuda?

Acessa a nossa Central de Ajuda Sympla ou Fale com o produtor.

O App está de cara nova!

baixe agora