App Sympla
Baixe agora

DiverZoom

O evento já encerrou...

Ver evento

explore outros eventos como esse

Evento encerrado

DiverZoom

Unibes Cultural - São Paulo, SP
28 de setembro de 2019, 10h-15h

Ingressos

Ingresso  
R$ 90,00  (+ R$ 9,00 taxa)
em até 12x R$ 9,94
Vendas até 28/09/2019
Encerrado
Ingresso (1/2 entrada) 
R$ 45,00  (+ R$ 4,50 taxa)
em até 10x R$ 5,80
Vendas até 28/09/2019
Encerrado
Ingresso Cortesia 
Grátis
Vendas até 27/09/2019
Encerrado

Descrição do evento

Evento em São Paulo celebra diversidade e inclusão 

No dia 28 de setembro, das 10 às 15 horas, a Unibes Cultural transforma-se uma espécie de espelho, onde as pessoas poderão se olhar e olhar os outros, identificando semelhanças e diferenças reais, e a partir dessas constatações pensar em como construir um mundo melhor para todos.

Nesse dia, vai acontecer o 1º DiverZoom, um evento organizado pela ONG Estou Refugiado, com a colaboração de influenciadores digitais e membros da comunidade de refugiados e imigrantes no Brasil.

O objetivo é debater de forma mais transparente possível o tema diversidade. A atualidade da discussão é indiscutível, mas sua importância fica ainda mais clara depois da conclusão de um estudo realizado por dois pesquisadores espanhóis, Celia de Anca e Salvador Aragón: a diversidade é um dos principais fatores a partir dos quais as identidades das pessoas são construídas.


Agenda

10h - Cadastramento

10h30 - Abertura do evento com Maria Laura Canineu, diretora da Human Rights Watch Brasil seguido de Painel Estou Refugiado mediado por Luciana Capobianco, diretora executiva da ONG Estou Refugiado, e Camila Sombra, da ACNUR-Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, com a participação de três refugiados, que contarão suas histórias de vida. Relatos interessantes, inspiradores, imperdíveis. São eles: Alphonse Nyembo, congolês de 33 anos, que está no Brasil desde 2013, Luê, venezuelano de 38 anos, que está no Brasil desde 2013, e Lara Elizabeth Baptista Sequeira Lopes, moçambicana de 35 anos, que está no Brasil desde 2013.

Palestrantes

11h30 - Maite Schneider - Militante de Direitos Humanos desde 1990. Embaixadora da RME - maior rede de empreendedorismo no Brasil - com 550mil mulheres. Co-fundadora do projeto TRANSEMPREGOS (2013) - que já empregou milhares de pessoas trans no mercado formal. Consultora e Mentora sobre Inclusão, Diversidade e Humanização. Faz parte do Comitê Consultivo do Programa Municipal de DST/Aids e da Frente Parlamentar pelos Direitos das Pessoas LGBTQIA+ do Estado de São Paulo. Finalista do Prêmio Claudia 2019.

11h50 - Cris Guerra - Pioneira do empreendedorismo digital desde 2007 assim como publicitária premiada transformou em negócio o que o mercado enxergava como hobby: criou o primeiro blog de looks diários do Brasil, desconstruiu a percepção de moda como futilidade e trouxe um novo olhar sobre o comportamento humano, Cris escreve nas revistas Pais & Filhos e Vida Simples, apresenta a coluna “Inspiração“, na Rádio BandNews FM (BH), e é autora de 6 livros, 3 dos quais best-sellers. Ela também viaja o Brasil palestrando sobre comportamento, estratégia e criatividade.

12h15 - Kenia Maria - Atriz, escritora, palestrante e lalorixá. Criadora e roteirista da primeira web série protagonizada por negros no Brasil o "Tá Bom Pra Você?" Sócia e diretora da Kbra Produções Artísticas. Defensora das Mulheres negras da ONU Mulheres. Começou a trabalhar com meninas negras em situação de risco em 1994 pela ONG Grupo Cultural Afroreggae atuando nas comunidades de Cantagalo e Vigário Geral. Prêmios: Orilaxé grupo cultural afroreggae 2001, Troféu raça 2015 pela faculdade Zumbi dos Palmares, Empregue Afro 2016. Prêmio Almirante Negro João Cândido Assembleia Legislativa do Estado (ALERJ) 2013.

12h45 - Cid Torquato - Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo, Cid é advogado, formado pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Secretário Adjunto da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo e conselheiro do CONADE – Conselho Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com.  Autor de livros sobre Economia Digital e Comércio Eletrônico, escreveu Empreendedorismo sem Fronteiras – Um Excelente Caminho para Pessoas com Deficiência, após ficar tetraplégico em 2007.

13h25 - Marina Silva - Professora, ambientalista e política brasileira. Formada em História, tem especialização em Psicopedagogia e Teoria Psicanalítica. É Doutora Honoris Causa pela Universidade Federal da Bahia e pela Academia Chinesa de Silvicultura. Em quase 30 anos de vida pública, ganhou reconhecimento dentro e fora do país pela defesa ao meio ambiente, das comunidades tradicionais e pelo desenvolvimento sustentável com justiça socioambiental. Foi escolhida como a mulher do ano pelo Financial Times Magazine em 2004 e figurou em 2008 na lista do Jornal britânico The Guardian entre as 50 pessoas que podem salvar o planeta. É fundadora e porta-voz do partido Rede Sustentabilidade e atua também como professora associada da Fundação Dom Cabral.

Os participantes também poderão conhecer comidas de alguns países de refugiados. O casal venezuelano Carlos Daniel Escalona e Marifer Vargas estará preparando suas fantásticas arepas e outras comidinhas do país vizinho. E a chef síria Salsabil Matouk oferecerá kibes, esfihas e outras delícias do Oriente Médio.


Ao final do evento, está programado um pocket show com a cantora e compositora Bárbara Eugênia. Niteroiense radicada em São Paulo, Bárbara já fez shows em todo o Brasil e também na Europa. Tem composições em vários filmes, como O Cheiro do Ralo, de Heitor Dhalia, e Reza a Lenda, de Homero Olivetto, e em novelas da TV Globo, como Velho Chico. Em 2013, ganhou um Prêmio Multishow por sua versão da música Por Que Brigamos?


Serviço:

1º DiverZoom

Local: Unibes Cultural, Rua Oscar Freire, 2500, Sumarezinho, São Paulo (ao lado da estação Sumaré do Metrô)

Data: 28/9/2019- sábado

Horário: 10 às 15 horas





Sobre o produtor

ONG Estou Refugiado

Nasceu em 2015 a partir da convicção de que a desinformação e o preconceito estavam em torno da questão dos refugiados. Daí, o lema do movimento: “o preconceito acaba quando a compreensão começa”. A ONG trabalha a partir de duas abordagens: o que se chama “advocacy”, através de comunicação digital – website e redes sociais –, eventos e ferramentas interativas, e atuando junto a empresas para abrir espaço no mercado de trabalho para esse enorme e necessitado contingente de pessoas.

Local

Unibes Cultural
Rua Oscar Freire, 2500, Sumaré
São Paulo, SP

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.