App Sympla
Baixe agora

CLINTON FEARON - Show Acústico @ Balsa

BALSA - São Paulo, SP
27 de novembro de 2019, 18h-22h

Ingressos

R$ 0,00

Primeiro Lote
R$ 50,00  (+ R$ 5,00 taxa)
em até 12x R$ 5,69
Vendas até 27/11/2019
Esgotado
Segundo Lote
R$ 60,00  (+ R$ 6,00 taxa)
em até 12x R$ 6,83
Vendas até 27/11/2019
Esgotado
Terceiro Lote
R$ 70,00  (+ R$ 7,00 taxa)
em até 12x R$ 7,96
Vendas até 27/11/2019
Esgotado
Último Lote
R$ 80,00  (+ R$ 8,00 taxa)
em até 12x R$ 9,10
Vendas até 27/11/2019
Esgotado
Lote EXTRA
R$ 90,00  (+ R$ 9,00 taxa)
em até 12x R$ 10,24
Vendas até 27/11/2019
Esgotado

Descrição do evento

Queridos tripulantes,

Quem sobe a bordo sabe... A Jamaica é um dos destinos prediletos da Balsa.  
E navegar é preciso, então...
Se a Balsa não vai a Jamaica, a Jamaica vem até a Balsa.

Dia 27 de novembro (uma quarta-feira), vindo direto da Jamaica, o cantor do Gladiators  (um dos grupos mais lendários da ilha) vem chacoalhar a embarcação (a.k.a. Rock the boat).

CLINTON FEARON* 
Em show acustico, inédito no Brasil.
Acompanhado apenas de seu violão e dos hits do Gladiators e de sua longeva carreira solo.


Conduzindo a trilha do convés, antes e depois do show, os disque-jóqueis Jurassico e Elohim.
Trincando o motor de tão gelada, a mais jamaicana das cervejas, a Red Stripe a preço de outrora.

Venha! De vento em popa (sem pompa).


Abs________________Elohim&Renata&Jurassico


Apoio: Red Stripe

Agradecimentos: You and Me on a Jamboree e Riddim

Obs: Nesta quarta-feira, teremos um público menor que o normal, pra que todo mundo possa ficar junto no salão.

BALSA - Rua Capitão Salomão, 26 / 4º andar + terraço
METRÔ - A estação mais próxima é a São Bento (saída do Anhangabaú) 
ESTACIONAMENTO - tem um 24 horas aqui perto, na rua Brigadeiro Tobias, 130.

_________________________________________
*CLINTON FEARON 

É hoje uma reconhecida lenda da música jamaicana mas sua história remonta uma história comum a muitos que sonhavam em ser artistas em um quente cenário musical da Jamaica da década de 60.

Clinton viveu até os 15 anos em Saint Catherine e foi la que ele começou a dar seus primeiros passos musicais, como muitos, fez parte do coral de jovens da igreja adventista local.

Mas foi aos 16, quando mudou-se para Kingston com sua mãe, que ele encontrou o cenário efervescente da capital. Dividia seu tempo entre os trabalhos na construção cívil e seu primeiro grupo musical “The Brothers”. Tentaram audições em estúdios renomados como Treasure Isle de Duke Reid e Studio 1 de Coxsone Dodd mas nunca obtiveram sucesso.

Foi então que em 1969, os Gladiators iniciaram uma busca por Terceira voz para o grupo, que já tinha um grande hit local “hello carol”.

Nessa busca, Errol Grandison [um dos vocalistas do grupo] simplesmente passou por Clinton que tocava e cantava em frente a sua casa e resolveu convidar o jovem e desconhecido músico para conhecer o outro vocalist do grupo e ensaiar algo. Alberto Griffiths, fundador do grupo não só aprovou o jovem Clinton de 18 anos como já o recrutou para novas sessões que o grupo tinha no studio 1 de Coxsone Dodd.

A partir dai Clinton assume uma das vozes do grupo e também o baixo.

Com seu baritone distinto e poderoso, Clinton ganhou espaço no grupo e assinou grande clássicos como On the otherside, Chatty Chatty Mouth, Richman Poor Man, Let Jah be Praised, Untrue Girl.

Ao longo de 18 anos Clinton se dividiu entre os Gladiators e também a gravações solo, trabalhou com todos os grandes produtores jamaicanos da década de 70, como quando foi músico de estúdio de Lee Perry.

Dono do baixo do estúdio Black Ark, podemos escutar suas linhas em músicas de grandes como Junior Byles, Max Romeo, Congos e inúmeros outros. Também no Black Ark, Clinton gravou um de seus mais expressivos números solos, a magistral composição Togetherness.

Depois de girar todo mundo com seu trabaho e chegar em paises de menor tradição para a música jamaicana como Marrocos, Fearon decidiu deixar o grupo e seguir apenas com sua carreira solo e imigrou para Seatle/EUA em 1987.

Desde então Clinton lançou mais de 10 discos e se firmou como uma das maiores vozes do reggae e com 50 anos de carreira completados este ano, segue gravando e girando o mundo com dois shows distintos, um com banda e outro acústico apenas ele e seu violão com um repertorio de clássicos de sua carreira solo e do Gladiators que tem em comum, o violão como ponto de partida da composição.

Um show minimalista que traz a raiz do violão norte Americano do blues, para novamente conversar com a música jamaicana que o havia colocado de lado depois que lançou-se como musica popular, ainda no fim da década de 50.

E pela primeira vez esse raro show será apresentado no Brasil, um belo presente de meio século de carreira desse mestre para o publico brasileiro.


Sobre o organizador

Comentários

Local

BALSA
Rua Capitão Salomão, 26, 4º Andar, Centro
São Paulo, SP

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.