Troça Elétrica - Nação Zumbi, Bixiga 70, Orquestra Henrique Dias em Recife

Baile Perfumado - Recife, PE
23 de fevereiro de 2017, 23h - 24 de fevereiro de 2017, 04h

Compartilhar:

Ingressos

lote 3 - meia entrada
R$ 50,00  (+ R$ 5,00 taxa)
Vendas até 24/02/2017
Encerrado
lote 3 - ingresso social 
R$ 60,00  (+ R$ 6,00 taxa)
Vendas até 24/02/2017
Encerrado
lote 3 - inteira
R$ 100,00  (+ R$ 10,00 taxa)
Vendas até 24/02/2017
Encerrado

Descrição do evento

TROÇA ELÉTRICA 2017

As troças carnavalescas são originalmente pequenas agremiações que se parecem com os clubes de frevo, tendo o improviso, a descontração e a irreverência como marcas. A palavra “troça” vem do verbo “troçar” que significa “zombar de”. O surgimento de uma troça está quase sempre ligado a uma história pitoresca, uma brincadeira nascida de uma reunião entre amigos. E esta reunião de amigos que a Nação Zumbi comanda.

A Troça Elétrica teve sua primeira edição em 2016, um pedaço do carnaval pernambucano desembarcou no Rio de Janeiro, na Fundição Progresso.  Aos comandos da Nação Zumbi, com participação de Siba, banda Eddie. A  Orquestra de Frevo de Henrique faz parte da festa, animando a galera no chão.

Para sua segunda edição a cidade escolhida foi Recife, terra natal da Nação Zumbi, tendo ainda como atrações o grupo paulista Bixiga 70 e a Orquestra de Frevo Henrique Dias

A Troça Elétrica vem definitivamente para marcar o início das comemorações de momo em Recife.

NAÇÃO ZUMBI

Há quase 25 anos, um dos grupos mais importantes do país lançava seu primeiro registro para a posteridade. Da Lama ao Caos, álbum de estréia de Chico Science & Nação Zumbi saiu em abril de 1994. O trabalho foi um marco de uma turma que criou uma cena que criou um movimento que, enfim, desestabilizou o eixo da produção musical no Brasil. Como a obra de outras bandas conterrâneas, era o expressar sonoro dos caranguejos com cérebro, da parabólica na lama, e tudo o mais que as pessoas sabem, sentem, ou ouvem dizer como manguebeat. A diferença é que essa banda das cercanias de Recife se fez conhecida no mundo, muito mais do que todas as outras.

O segundo álbum, Afrociberdelia, foi lançado em junho de 1996, e em menos de um ano, a banda – e o mundo – perdeu Chico Science. Apesar do baque gigantesco, não foi o fim. “Quando fica a cicatriz, fica difícil de esquecer…”, mas a Nação Zumbi se reestruturou e soube se reinventar ano após ano, disco após disco até chegar aqui. Acumulou então mais seis álbuns de estúdio – CSNZ (1998), Rádio S.Amb.A (2000), Nação Zumbi (2002), Futura (2005), e o novíssimo, novamente intitulado Nação Zumbi – além de dois álbuns ao vivo que também viraram vídeos em DVD – Propagando ao Vivo (2006) e Ao Vivo no Recife (2007). O lançamento do décimo álbum da carreira foi em maio de 2014. Agora a banda prepara novos trabalhos que devem ser lançados a partir deste ano.

Milhares de passos e milhões de outros lugares, o que era leitmotiv então ficou na essência. Hoje, a banda suscita o manguebeat, mas também faz nascerem outros sons, de uma seara lavrada por tantos anos. Não é acaso a Nação Zumbi ser até hoje uma das bandas mais influentes e respeitadas na música brasileira.


BIXIGA 70

A banda Bixiga 70 formou-se a partir da união de vários músicos já conhecidos da cena paulistana a partir de trabalhos desenvolvidos no estúdio Traquitana, localizado no coração boêmio do centro de São Paulo.

Vindos das mais variadas frentes musicais, juntaram-se membros que acompanham diversos grupos e artistas como Rockers Control, Projeto Coisa Fina, Pipo Pegoraro, Anelis Assumpção, Emicida, Rodrigo Campos, Alzira E, entre outros, para explorar o território de fusão da música instrumental africana, latina e brasileira em composições próprias e versões de artistas brasileiros como Luiz Gonzaga, Pedro Santos e Os Tincoãs.

O nome Bixiga 70 está ligado ao endereço do estúdio onde o conjunto nasceu: o número 70 da rua Treze de Maio. Considerado por muitos como o berço do samba paulistano, o bairro do Bixiga também hospeda e alimenta a imaginação desses dez músicos que buscam estreitar os laços entre o passado e o futuro através de uma leitura da música cosmopolita de países como Gana e Nigéria, dos tambores dos terreiros, da música malinké, da psicodelia, do dub e de uma atitude despretensiosa e sem limites para o improviso e a dança.

O primeiro álbum do grupo, lançado no fim do ano de 2011 foi aclamado por público e crítica, figurando nas principais listas de melhores discos do ano em diversos veículos nacionais.

As apresentações ao vivo, sempre repletas de energia, renderam ao Bixiga 70 convites para diversos shows em festivais importantes do Brasil, como por exemplo, o palco principal da Virada Cultural de São Paulo em 2012, Rec Beat 2012 e Porto Musical 2013 em Recife, Nova Consciência em Campina Grande, Festival de Inverno de Garanhuns, Conexão Vivo, entre outros. www.bixiga70.com.br


 ORQUESTRA HENRQIUE DIAS

O grêmio, conta, é uma das mais antigas escolas de ensino musical de Olinda e, a orquestra, é uma proposta desse grêmio, que funciona desde a década de 1950, e completou 60 anos o ano passado. ". A proposta com o projeto, reforça o maestro, é levar o famoso Carnaval olindense para outros locais. Assim, mais do que músicas já conhecidas do gênero, também apresentam composições assinadas pelo próprio maestro e outros integrantes do grupo


INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE INGRESSO ONLINE SYMPLA

- O ingresso é pessoal (nominal). É indispensável a apresentação de um documento de identificação original e oficial com foto, juntamente com o ingresso impresso ou no aplicativo da Sympla, para validação da titularidade;

- Transferências de titularidade serão aceitas até 24 (vinte e quatro) horas antes do horário de início do evento, através do e-mail suporte@sympla.com.br;

- Em caso de arrependimento da compra, o reembolso do valor do ingresso somente será efetuado caso a solicitação seja feita no prazo de até 7 (sete) dias a contar da data da compra, e desde que realizado o pedido de devolução com, no máximo, 48 (quarenta e oito) horas de antecedência do horário de início do evento. Essa solicitação deve ser feita através do e-mail: suporte@sympla.com.br;

- Caso não tenha recebido o ingresso (ou inscrição) em seu e-mail, você pode acessá-lo a qualquer momento através do aplicativo da Sympla, disponível na App Store ou Play Store, no site da Sympla (menu “Meus pedidos”) ou entrando em contato através do e-mail suporte@sympla.com.br;

- Outras informações podem ser encontradas em nossa Central de Ajuda;

- A Sympla não se responsabiliza por ingressos adquiridos em pontos de venda não oficiais.


Sobre o produtor

Babel Produções

@babelshows

Comentários

Local

Baile Perfumado
Rua Carlos Gomes , 390, Madalena
Recife, PE

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.