App Sympla
Baixe agora

Oficina com Camila de Moraes | Direção para Documentário

O evento já encerrou...

Ver evento
Evento encerrado

Oficina com Camila de Moraes | Direção para Documentário

Evento online
17 de novembro de 2020, 14h - 19 de novembro de 2020, 15h30

Inscrição

Ingresso Único
Grátis
Inscrições até 16/11/2020
Encerrado
Total
R$ 0,00

Descrição do evento

Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental - FICA e a Secretaria de Cultura de Goiás tem o prazer de convidar a todas e todos a participar de sua programação que acontecerá gratuitamente e através das plataformas digitais devido à atual pandemia da COVID-19. Para mais informações, acesse: http://www.fica.go.gov.br/

Oficina Online | Direção para Documentário, com Camila de Moraes

Data: de 17 a 19/11/2020

Horário de Início: 14:00

Duração: 3 (três) horas no total. Sua inscrição somente será efetivada se realizada por meio desta plataforma. 

Vagas gratuitas e limitadas!

Sinopse: A oficina abordará as técnicas de direção para documentários e modelos para construção de estruturas narrativas utilizando-se das diversas possibilidades que a tecnologia e o mundo digital trouxeram para o cinema. Diante da maciça produção de conteúdo em vídeo, o modelo de direção mudou, novas linguagens surgiram e o documentário se viu no centro das atenções nas plataformas de streaming. A oficina busca capacitar novos realizadores para a duração de documentários. 

Sobre: Camila de Moraes é jornalista e graduanda no curso B.I. de Artes com concentração em audiovisual pela Universidade Federal da Bahia. Na área do cinema dirigiu o documentário de longa-metragem "O Caso do Homem Errado" que aborda a questão do genocídio da juventude negra no Brasil. A cineasta se tornou a segunda mulher negra a entrar em circuito comercial com um longa-metragem após 34 anos de silenciamento no Brasil. A primeira mulher negra foi Adélia Sampaio, em 1984, com o longa-metragem de ficção “Amor Maldito”. Aclamado, o longa esteve na seleta lista de pré-selecionados pelo Ministério da Cultura para representar o Brasil e concorrer ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar 2019. Atualmente desenvolve o projeto de uma série de ficção chamada “Nós Somos Pares” que aborda a vida de seis mulheres negras e suas relações de amizade e amores. Camila de Moraes também dirigiu o curta-metragem “A Escrita do Seu Corpo”, que trata sobre a questão de identidade racial e de gênero por meio da poesia. Produziu e co-roterizou o documentário “Mãe de Gay” vencedor de dois Galgos de Ouro no Festival de Gramado. Fez produção do curta- metragem de ficção “Marcelina - com os olhos que a terra há de comer”, de Alison Almeida, e assistência de produção do documentário “Poesia Azeviche”, de Ailton Pinheiro. Camila de Moraes é gaúcha, mas reside em Salvador há dez anos.

Sobre o organizador

Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental - FICA

O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica) é um dos principais e mais importantes festivais de cinema no cenário nacional. Além de ser um dos mais relevantes projetos culturais desenvolvidos pelo governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.Por conta da pandemia de Covid-19, que acometeu todo o mundo, a 21 edição do evento será realizada neste ano de 2020 de forma totalmente digital, porém, mantendo a qualidade que o referencia.

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos e Políticas da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.