App Sympla
Baixe agora

OcupaMina #2

O evento já encerrou...

Ver evento

explore outros eventos como esse

Evento encerrado

OcupaMina #2

Casa Rosada - Salvador, BA
12 de janeiro de 2019, 16h-21h

Contribuição

entrada individual
R$ 10,00  (+ R$ 2,50 taxa)
em até 2x R$ 6,53
Contribuições até 12/01/2019
Encerrado

Descrição do evento

Esse sábado (12/01), acontecerá a segunda edição da OcupaMina, ocupação artística que busca fortalecer o trabalho de artistas mulheres de diferentes áreas que (r)existem na Bahia. Nesta edição, a temática apresentada nas artes será “Mulher, corpo-natureza”. O evento acontecerá das 16h às 21h na Casa Rosada dos Barris e a entrada terá um valor simbólico de R$ 10. Apareça e apoie a arte feminina da cidade ♥

ARTISTAS PARTICIPANTES

Lara Carvalho é soteropolitana, com 26 anos, Sol em Câncer, ascendente em Áries, Lua em Escorpião (águas mornas e profundas, soy yo). Graduada em Produção Cultural e mestre em Análise de Produtos e Linguagens da Cultura Midiática, ambos pela Facom/UFBA. Trabalha há 7 anos com produção audiovisual e agora foca na elaboração de roteiros para cinema e televisão e na realização de projetos pessoais. Artista, ecofeminista, terapeuta menstrual e holística, instrutora de yoga, doula, bruxa, herbalista de quintal, alquimista improvisada e contadora de histórias. Gosta de viver da troca com mulheres, da arte e das coisas que a natureza dá.

Milena Abreu é soteropolitana, tem 24 anos, Sol em Touro, ascendente em Gêmeos, Lua em Libra (só a felicidade). Graduada em Jornalismo pela UFBA e em fotografia pelo Labfoto. Trabalha com fotografia há 4 anos, já tendo experienciado diversos estilos, como fotografia de estúdio, teatro, fotojornalismo, documental e artístico, estando, atualmente, mais focada nesses dois últimos estilos.  Multiartista, ela vem tentando experimentar todas as formas audiovisuais possíveis para poder se expressar. Feminista, grande parte do seu trabalho autoral é voltado a assuntos que envolvam o fortalecimento, autoconhecimento e a autoestima das mulheres. Além de fotógrafa, já trabalhou como jornalista e tem trabalhado na área de produção cultural.

CINEQUEBRADAS é uma mostra auto-organizada e periódica de cinema, produzida por e para mulheres negras sapatão e bissexuais. Nossa proposta é exibir, discutir e valorizar as produções que falam sobre nós, realizando encontros, sempre em bairros periféricos, para assistir curtas, médias e longas metragens, videoclipes, animações e todo tipo de produção audiovisual produzido por mulheres pretas LBTQ. Todos os filmes exibidos levantam questões que são pouco discutidas socialmente: nossas vivências e existências.

Julia Morais é graduada no Bacharelado Interdisciplinar em Artes com ênfase em Cinema e Audiovisual na UFBA. Dirigiu o curta-metragem “Avesso”, co-dirigiu o curta documental “Caruru dos Meninos”, fez assistência de direção na ficção "A caixa de quatro cômodos", de Ana do Carmo, “A sete tragos do chão”, de Ariel L. Dibernaci,  “Facão”, de Camila Hepplin, e no documentário "Ê, na Mata!", de Rebeca Thaís. Atua na área de edição e montagem, e pesquisa representações de mulheres negras lésbicas no cinema e no audiovisual. É idealizadora e produtora da CineQuebradas, mostra auto-organizada e periódica de cinema, produzida por e para mulheres negras lésbicas e bissexuais.

Fabíola Silva é natural de Salvador, Bacharel em Comunicação Social/Cinema e Vídeo pela Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC. Atua como Operadora  e assistente de câmera. Seus principais trabalhos são "Jazz na Madrugada", da TVE Bahia (assistente de câmera), Web Série Retratos (operadora de câmera), "Homem Livre" longa metragem, 2014, (2° assistente de câmera), "Travessia" longa metragem, 2015, (vídeo assist e 3° assistente de câmera), “Francisco Só Quer Jogar Bola", série infantil, 2016, (2° assistente de câmera), "Culturama", reality show, 2017, (1° assistente de câmera), "Solidão da Mulher Preta", vídeoclipe, 2018, (direção e direção), “⅓ da tropa”, videoclipe, 2018 (direção e direção de fotografia), “Maré Kawô”, videoclipe. 2018 (direção de fotografia), “Sonhadores”, série, 2018 (2º assistente de câmera), “Frequência Positiva”, série, 2018 (1º assistente de câmera).

Loiá Fernandes é graduada em Produção Audiovisual. Desenvolve trabalhos técnicos e de ArteEducação, tendo uma diretriz de trabalho voltada para arte, cultura, raça e gênero. Em carreira profissional trabalhou no CRAS – Centro de Referência e Assistência Social, Projeto Mais Educação e no IEDS – Instituto Ensinar de Desenvolvimento Social, como ArteEducadora. Possui experiência como câmerawoman, fotógrafa still e editora de vídeo. Atualmente Coordenadora de Produção da Mostra Itinerante de Cinema Negro, Produtora da Mostra CineQuebradas e integrante do Efeito Coletivo.

Tais AmorDivino é cineasta, estudou direção de Cinema e Televisão na Escola Baiana de Cinema (EBACINE). Dirigiu, roteirizou o documentário “A Invisibilidade da Identidade Negra na educação” selecionado nas Mostra Lugar de mulher é no cinema (2017); COPECINE: Mostra dialogada de curtas cine dendê (2017);I Mostra Cine Dendê (2017), Cine Favela Brasil (2018) e 12ª Edição do Festival Visões Periféricas - Mostra Visorama (2018). Dirigiu e roteirizou o curta-metragem documental "Motriz" selecionado nos festivais: XIV Panorama Internacional Coisa de Cinema (Mostra Competitiva Baiana e Cachoeira -2018) onde ganhou melhor curta baiano - JÚRI JOVEM; Festival 16º Curta Santos - (Mostra Competitiva Olhar Brasilis), XIV Cinefest Gato Preto - Sessão Direção – ouvir mulheres (2018) prêmio Menção Honrosa; PLATEAU - Festival Internacional de Cinema da Praia(2018) e Inshort Film Festival 2018 (Nigéria).

Rayana Azevedo é estudante do Bacharelado Interdisciplinar em Artes - UFBA, fotógrafa/filmmaker freelancer, aquariana nascida no dia de Yemanjá, registra o mar, a natureza e as pessoas bonitas que passam pelo seu caminho.

Sobre o produtor

Lara Carvalho

Lara Carvalho, soteropolitana, 26 anos, Sol em Câncer, ascendente em Áries, Lua em Escorpião. Graduada em Produção Cultural e mestre em Análise de Produtos e Linguagens da Cultura Midiática, ambos pela Facom/UFBA. Trabalhei por anos com produção audiovisual e agora foco na elaboração de roteiros para cinema e televisão e na realização de projetos pessoais. Ecofeminista, terapeuta menstrual e holística. Vegana, instrutora de yoga, doula, Moon Mother, crazy cat lady, bruxa solitária, herbalista de quintal, alquimista improvisada, contadora de histórias e artista disfarçada.

Local

Casa Rosada
Travessa dos Barris, 30, Barris
Salvador, BA

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.