App Sympla
Baixe agora

Desafios e perspectivas: A expansão do ensino superior brasileiro na próxima década

O evento já encerrou...

Ver evento

explore outros eventos como esse

Evento encerrado

Desafios e perspectivas: A expansão do ensino superior brasileiro na próxima década

R. Jaceru, 225 - São Paulo, SP
31 de julho de 2019, 19h-22h15

Ingressos

Lote promocional
R$ 60,00
em até 12x R$ 6,02
Vendas até 23/07/2019
Encerrado
Lote 1
R$ 75,00
em até 12x R$ 7,53
Vendas até 31/07/2019
Encerrado

Descrição do evento

Apesar do crescimento explosivo de universidades privadas no brasil, persiste um volume alto de analfabetismo funcional.

 A cada 10 brasileiros, três não conseguem resolver operações básicas que envolvam, por exemplo, o total de uma compra, o cálculo do troco ou valor de prestações sem juros quando vão ao supermercado. Para essas pessoas, muitas tarefas do cotidiano são grandes desafios, dificultando a cidadania crítica e uma vida com autonomia.

Aonde estamos de fato quanto a educação superior brasileira? Aonde estávamos a uma década atrás? O que mudou de fato na educação superior brasileira? Para onde vamos ou estamos indo? O público universitário está devidamente preparado para o presente e futuro profissional? 

Infelizmente, essa não é uma notícia nova. 

Pela quarta vez consecutiva, o Indicador Nacional de Alfabetismo Funcional (Inaf) mostrou que cerca de 30% dos brasileiros entre 15 e 64 anos são analfabetos funcionais. Realizada pela ONG Ação Educativa e o Instituto Paulo Montenegro, com contribuição da Rede Conhecimento Social e parceria com o Ibope Inteligência, a edição de 2018 registra, ao todo, nove anos de estagnação no combate ao analfabetismo funcional brasileiro. 

Além do elevado número de analfabetos funcionais, essa situação revela outro quadro preocupante: entre a população considerada funcionalmente alfabetizada, apenas um em cada 10 brasileiros podem ser considerados proficientes e aptos a analisar, por exemplo, gráficos de duas variáveis.

Segundo os dados do Inaf, quanto mais jovem é o grupo populacional analisado, melhores são os índices de alfabetismo, indicando que as gerações mais jovens têm tirado proveito do maior tempo de estudo, enquanto a taxa de analfabetismo funcional é de 53% entre os mais velhos (entre 50 a 64 anos), esse índice cai para 12% entre a juventude (de 15 a 24 anos). 

No ensino superior, onde, em tese, todos os estudantes deveriam ter alto nível de alfabetismo para exercer uma vida acadêmica plena, ainda é pequena a proporção dos que atingem a proficiência: apenas 34%. 


Convidamos nomes de peso para debatermos sobre o mercado universitário brasileiro, que tem passado por transformações profundas de sentido, objetivo, inovação:


Prof. Dr. Oscar Hipólito, Vice-Presidente Acadêmico da Laureate Brasil, Professor Titular da USP, ex-reitor da Universidade Anhembi Morumbi, foi pró-reitor acadêmico de grandes instituições de ensino superior em São Paulo. Graduado em Física pela UNESP, possui mestrado e doutorado pela USP e pós-doutorado pela Universidade da Califórnia em San Diego, USA. Foi pesquisador IA do CNPq, publicou mais de 200 trabalhos científicos internacionais e nacionais em revistas especializadas bem como vários artigos na imprensa sobre educação, ciência e tecnologia. Orientou doutores, mestres e estudantes de iniciação científica. É avaliador institucional do INEP/MEC.


Prof. Josias Silva, Fascinado por projetos que transformam a educação básica, o professor Josias é mentor dos programas de formação de professores do SME-SP e acredita no protagonismo docente como pilar educacional. Graduado em Letras pela USP, pós-graduado em Comunicação corporativa pela FGV e mestre em Linguística aplicada também pela USP; é docente universitário, revisor de didáticos e pesquisador doutorando na área de novas metodologias de ensino.


Prof. Dra. Josiane Tonelotto, Graduada em Psicologia pela Universidade São Francisco, é mestre e doutora em Ciências Médicas – Neurologia Infantil pela UNICAMP. Tem experiência no Ensino Superior tendo trabalhado em universidades como USF e PUCCAMP. Também possui experiência em Pesquisa, tendo sido Bolsista Produtividade CNPq e bolsista FAPESP. Ingressou na rede Laureate Brasil em 2006 e foi Gerente de Desenvolvimento Pedagógico, Diretora Acadêmica e Pró-reitora Acadêmica da instituição no período de 2009 a 2015, quando assumiu a Reitoria do EAD Laureate Brasil até agosto de 2018. Assumiu a Superintendência Acadêmica do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo em novembro de 2018, e também atua como Diretora Educacional da empresa Numberstalk. 


Iana Chan, Empreendedora apaixonada por tecnologia e educação. Formada em jornalismo pela ECA/USP, é fundadora da PrograMaria, empresa com a missão empoderar mulheres por meio da tecnologia e da programação. Trabalhou em grandes empresas como Editora Abril, Fundação Victor Civita e na Liga Ventures, aceleradora corporativa de startups, onde foi community manager e program manager, responsável pelo programa Oxigênio Aceleradora, da Porto Seguro.





Sobre o produtor

Startup Grind, In Partnership with Google for Startups

www.startupgrind.com/sao-paulo

Local

R. Jaceru, 225
Rua Jaceru, 225, C.O.W. Berrini, Vila Gertrudes
São Paulo, SP

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.