App Sympla
Baixe agora

Curso de Formação de Leitores "Os Árduos Prazeres da Leitura"

O evento já encerrou...

Ver evento

explore outros eventos como esse

Evento encerrado

Curso de Formação de Leitores "Os Árduos Prazeres da Leitura"

Ateliê Literário - Porto Alegre, RS
18 de setembro de 2019, 19h - 09 de outubro de 2019, 21h

Inscrição

Inscrição Curso Formação de Escritores  
R$ 200,00  (+ R$ 20,00 taxa)
em até 12x R$ 22,09
Inscrições até 18/09/2019
Encerrado

Descrição do evento

Os Árduos Prazeres da Leitura – Curso de Formação de Leitores

1. Apresentação
Ler é, sim, um prazer, mas o leitor devidamente instruído sabe que o ápice desse prazer só pode ser
alcançado com trabalho árduo. O público atual dispõe de muitas informações e tem acesso às mais
diferentes bibliografias, mas é nessa abundância que reside o problema, porque o público aparenta estar
perdido, sem saber muito bem que critérios ter em mente na hora de escolher, ler e discutir livros.
Vamos ao trabalho árduo, portanto. Este curso abordará questões com que toda pessoa interessada por
literatura se defrontará, algum dia. Será que uma avaliação política ou moral das obras contemporâneas
e até mesmo das canônicas, tão comum hoje, é a melhor alternativa? Se não, como admirar um texto
apenas por seus méritos estéticos? Qual é o papel da crítica literária? Por que, afinal, vale a pena
conhecer os clássicos? E se de repente vier uma vontade de ler um page turner daqueles que os críticos
desprezam, será uma “infração”? Além disso, o curso pretende transmitir ferramentas com que os
participantes possam apreciar mais sensivelmente literatura e atingir, assim, de modo pleno, o prazer da
leitura – sempre individual e soberano em sua idiossincrasia.

2. Agenda do curso
- Modos de leitura contemporâneos: o predomínio da avaliação biográfica e política/moral sobre a
estética, marca destes tempos de “guerra cultural”. É possível sair desse círculo vicioso? O que
há de bom e de ruim nesse tipo de leitura.
- A leitura como formação de uma identidade coletiva. É possível desenvolver o gosto por
literatura sem levar em conta os gostos do grupo, ou vale a pena seguir uma “onda” literária e ler
um autor que todos estejam comentando?
- Discussão sobre literatura e crítica literária, a partir de livros trazidos pelos participantes. Análise,
em grupo, de trechos bons e ruins de livros clássicos e contemporâneos. Como fugir de clichês
de escrita, de pensamento e de imagens. Reflexão sobre crítica “de internet” e crítica “de jornal”.
- Embates: o atual, entre literatura dita “best-seller” e literatura dita “refinada”, e o eterno, entre
literatura clássica/canônica e literatura contemporânea. Por que, afinal, ler os clássicos? Como
os clássicos enriquecem a apreciação das obras atuais.


3. Bibliografia
1. BOTELHO, José Francisco. A patrulha passa, a arte fica. Veja, Ed. 2542, p. 101, 9 agosto 2017.
2. CALVINO, Italo. Por que ler os clássicos. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.
3. FERNANDES, Millôr. Crítica da razão impura. Porto Alegre: L&PM, 2002.
4. VARGAS LLOSA, Mario. Elogio da leitura. Santos, SP: Simonsen, 2015.
5. WERNECK, Humberto. O pai dos burros: dicionário de lugares-comuns e frases feitas. 2ª Ed.
Porto Alegre: Arquipélago, 2014.
6. WILDE, Oscar. The preface. In: ____. The picture of Dorian Gray. New York: Barnes & Nobles
Classic, 2003. P. 1-2.


4. Com:
Lucas Colombo é jornalista e professor. Colabora com as revistas Continente (PE) e Revista da Cultura
(SP), com o jornal Correio do Povo e com o portal da revista Bravo!. É editor e colunista do site Mínimo
Múltiplo, on-line desde 2008. É organizador e coautor do livro Os Melhores Textos do Mínimo Múltiplo.
Foi curador e mediador de uma série de entrevistas e debates culturais na livraria Letras&Cia., de Porto Alegre.

E a participação de:
Jeison Karnal é jornalista com pós-graduação em Letras. É colunista do Diário de Canoas e do site
Mínimo Múltiplo e autor do livro-reportagem O Negociador de Reféns (2014).
Lucas Barroso é jornalista e escritor. É autor do romance Virose (2013), dos contos de Um Silêncio
Avassalador (2016) e do infantil Um Gato Que Se Chamava Rex (2018). É colunista do site Mínimo Múltiplo.

5. Período de realização: 18 e 25 de setembro / 02 e 09 de outubro de 2019 (quartas-feiras)


6. Horário e duração dos encontros: das 19h às 21h


7. Investimento: R$ 220


Ateliê Literário

Avenida Osvaldo Aranha, 1180/204

Bom Fim - Porto Alegre/RS

Sobre o produtor

Robertson Frizero

Robertson Frizero é escritor, tradutor e professor. É Mestre em Letras pela PUCRS. Seu livro de estreia, "Por que o Elvis Não Latiu?", foi agraciado com o Prêmio Crescer e finalista do Prêmio Açorianos (RS); seu romance de estreia, "Longe das Aldeias", foi escolhido o Romance do Ano pela Associação Gaúcha de Escritores (AGES), além de ter sido finalista do Prêmio São Paulo de Literatura, Prêmio Açorianos (RS) e escolhido pelo PNLD 2018. Foi duas vezes jurado do Prêmio Jabuti 2017.

Local

Ateliê Literário
Avenida Osvaldo Aranha, 1180/204, Bom Fim
Porto Alegre, RS

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.