App Sympla
Baixe agora

COMPORTAMENTO ALIMENTAR NA INFÂNCIA

INSTITUTO NASCER - Belo Horizonte, MG
17 de agosto de 2019, 08h - 18 de agosto de 2019, 16h

Inscrição

R$ 0,00

Inscrição
R$ 480,00
em até 12x R$ 48,19
Inscrições até 17/08/2019
0

Descrição do evento

Existe uma ideia equivocada de que comer é pura e simplesmente para suprir necessidades biológicas e de que nosso papel como profissionais de saúde e como responsáveis por famílias e crianças é de “fazer a criança comer”, e “fazer os pais executarem prescrições”. Mas comer e educar a alimentação de uma criança é um ato extremamente complexo, pois envolve também aprendizados cognitivos e ideológicos dentro das relações sociais e, portanto, dentro de muitos aspectos, em diversas áreas! 
Podemos fazer com que o ato seja mecânico, continuando no papel de “fazer a criança comer”. Mas, não seria mais interessante conhecer outra perspectiva, baseada em processos educativos e de direcionamento, que promovam a autonomia e a autorregulação dos pais e dessas crianças? Algo capaz de guiá-los, através da criação de oportunidades para que todos consigam experiênciar e sentir toda a complexidade da alimentação, e a partir disso compreender que aprender a comer faz parte do processo. 
O reposicionamento de papéis e o redimensionamento de expectativas, necessidades, realidade, aplicabilidade, unido a ferramentas para conduzir tudo isso, tem se mostrado um caminho possível e a nutrição comportamental unida a educação alimentar e nutricional tem validado isso. 
Não conseguimos dissociar o homem biológico, do social, do psíquico, do afetivo e do cultural, SOMOS UM SÓ. A comida deve matar a fome biológica, mas deve ocupar também o espaço de mais uma entre tantas prioridades em nossas vidas. A libertação e o empoderamento do indivíduo em relação à saúde, se faz necessária e urgente, devendo ser criteriosamente repensada e redirecionada com ajustes necessários e cabíveis, fazendo sobrar tempo para que cada um possa focar seus esforços em matar a fome maior, a fome por libertação e vida plena.

Texto: Janaina Kühn Barni e Aline Padovani.

O que você vai aprender no decorrer do curso:

- Principais queixas e desafios na condução da alimentação infantil;
- Teoria versus prática - Ideal, real, desejado, possível, necessário; 
- Comportamento alimentar na infância, seus principais determinantes e influenciadores;
- O processo entre o momento da orientação aos pais no consultório e a hora em que tal orientação é aplicada na rotina do dia a dia.
- Os hábitos e a mudança de hábitos; 
- Orientações em saúde, marketing, estética e emagrecimento, como influenciadores da alimentação infantil; 
- A influência do comportamento alimentar dos pais na promoção de hábitos alimentares dos filhos. 
- O papel dos pais e o papel da criança na educação alimentar; 
- O comportamento alimentar do profissional de saúde;
- O papel do profissional de saúde;
- Transdiciplinaridade na promoção de hábitos alimentares equilibrados;
- Uma proposta para um aconselhamento profissional mais eficiente, realista e aplicável. 
- Nutrição comportamental na infância;
- Educação Alimentar e nutricional na infância;
- Disciplina positiva e perfis parentais; 
- A união da educação alimentar e nutricional (EAN) à nutrição comportamental, para o empoderamento familiar;
- Uma abordagem respeitosa e acolhedora;
- Promovendo a autonomia/libertação dos pais e a participação ativa da criança no processo de educação alimentar;
- Conciliação da alimentação de toda a família, adultos e crianças em um único jeito de comer;
- Redimensionamento de (expectativa x realidade x necessidade);
- Como conduzir o reposicionamento do papel dos pais e da criança;
- Uma proposta para a criação de um “comer normal”, como referencial, para o desenvolvimento de autonomia e autogestão da saúde da família e da criança; .....entre outros assuntos e atividades.

Este é um curso que visa ampliar a visão sobre o comportamento alimentar na infância, incluindo um panorama completo sobre o papel dos pais e educadores, o papel da criança, as estratégias de condução desse processo educativo e do comportamento alimentar infantil (crianças de 2 a 7 anos de idade).

Importância: Ampliar conhecimentos e aderir à Alimentação Infantil Participativa como ferramenta capaz de aperfeiçoar seus atendimentos e otimizar resultados.

Muitas linhas de trabalho foram desenvolvidas para tentar determinar a fórmula da alimentação saudável ideal. Todas as ideias e conceitos sobre “certo x errado” e “bom x ruim” criaram crenças a respeito do que é ter alimentação perfeita e definiram os hábitos alimentares dos adultos de hoje. Adultos, que educam crianças, repassando seus conhecimentos e crenças, enquanto promovem e influenciam a formação dos hábitos atuais e futuros das crianças. Porem tem se observado que a nutrição tradicional mostrou-se ineficaz na mudança de hábitos. E, ainda, as recomendações das diferentes áreas da saúde tem apontado inúmeras informações conflitantes.

Justificativa: Crianças necessitam de direcionamento e acompanhamento para que hábitos equilibrados de saúde sejam adquiridos. Entender o funcionamento do contexto alimentar, pode auxiliar o nutricionista e outros profissionais de saúde no aconselhamento aos pais, dentro de uma visão única. A alimentação é um ponto de divergência entre as diversas especialidades em saúde, confrontando-se com as recomendações atuais, de trabalharmos o indivíduo como um todo. As informações conflitantes, tornam a adesão da paciente missão impossível. 
Há necessidade urgente de alinharmos áreas diferentes em aconselhamentos que busquem um mesmo resultado: Empoderamento, autonomia e autocuidado dos nossos pacientes. Auxiliando-os a encontrar um referencial de “comer normal”, e a reestabelecerem sua saúde global, para que se tornem modelos positivos, além de bons educadores alimentares e de saúde para seus filhos.

Objetivo: Contribuir para a compreensão da complexidade da distância e das principais barreiras existentes entre a aplicabilidade da orientação teórica e a eficácia dos resultados na promoção de bons hábitos alimentares da criança.


- Compreender a dimensão e a complexidade que envolve o processo entre o momento da orientação aos pais no consultório e a hora em que tal orientação será aplicada na rotina do dia a dia. 
- Despertar para a influência da alimentação e do comportamento alimentar dos pais na promoção de hábitos alimentares dos filhos. 
- Entender o papel dos pais e o papel da criança no contexto alimentar. - Utilizar ferramentas para tornar o aconselhamento profissional mais eficiente, realista e aplicável.

PALESTRANTE 
JANAÍNA KUHN BARNI – nutricionista materno infantil
Nutricionista, com mais de 15 anos de experiência em Educação Alimentar, focada atualmente no direcionamento e conciliação da alimentação de pais e filhos. Graduação em Nutrição – pela Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI – 2002), Especialista em Obesidade – Pelo Instituto Ponto Crítico de Ensino (IPCE-CBES – 2005) e Especialista em Nutrição Materno Infantil (Estácio de Sá – 2015), Idealizadora do curso para pais (Educação Alimentar Infantil e Rotina Familiar – presencial). Idealizadora em parceria com Dra. Sophie Deram Ph.D do programa ONLINE – Efeito Sophie na Alimentação Infantil, para pais e profissionais de saúde, lançado em 11/2017). Idealizadora do Treinamento/Habilitação (para nutricionistas) no Curso Educação Alimentar Infantil e Rotina Familiar e idealizadora em parceria com a nutricionista Erika Porto e UNIFEBE do Curso de pós-Graduação EAN – Da teoria à prática, presencial, com início em março/2019

Sobre o produtor

Panelinhas Kids Nutrição Materno Infantil

Eliane - 31 999466710

Comentários

Local

INSTITUTO NASCER
Avenida Raja Gabaglia, 665, Cidade Jardim
Belo Horizonte, MG

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.