App Sympla
Baixe agora

A reestruturação das políticas públicas: impactos subjetivos e sociais

O evento já encerrou...

Ver evento

explore outros eventos como esse

Evento encerrado

A reestruturação das políticas públicas: impactos subjetivos e sociais

Auditório Zeferino Vaz - Campinas, SP
12 de julho de 2019, 09h-16h

Inscrição

Ingresso Único 
R$ 48,00
Pague em até 12x
Inscrições até 11/07/2019
Encerrado

Descrição do evento

Simpósio 2019 - A reestruturação das políticas públicas: impactos subjetivos e sociais

O tema deste Simpósio pretende produzir um espaço que auxilie na compreensão da realidade social por meio de olhares plurais não individualizantes, nem patologizantes, entendendo que é a partir da efetivação das políticas públicas que se promove o direito de todos ao acesso a serviços de qualidade, justiça social e redução das desigualdades. 

Programação

9h > Credenciamento e Café de boas vindas

9h30> Abertura

9h40 > “Contribuições da Psicanálise Winnicottiana para as políticas públicas” – Rosana Onocko Campos

Graduada em Ciências Médicas pela Universidade Nacional de Rosário (1986), residência médica em Medicina Interna também pela UNR (1989), Especialização em gestão hospitalar pelo Technnion Institute (1993), mestrado e doutorado em Saúde Coletiva pela Unicamp e livre-docência pela mesma universidade. Atualmente é Visiting Professor no Departamento de Psiquiatria da Universidade de Yale (2018-19). Experiência na área de Saúde Coletiva. Coordena o grupo de pesquisa Saúde Coletiva e saúde mental: Interfaces desde 2003. 

10h20 > “O Estatuto da Criança e do adolescente e as políticas públicas” - Claudio Hortêncio da Costa 

Advogado, mestre em Direito das Relações Sociais pela Faculdade de Direito PUC/SP. Doutor em Serviço Social pelo Departamento de Serviço Social - PUC/SP. Vinte e cinco anos de experiência com o tema das medidas socioeducativas e violência contra crianças e adolescentes. Supervisor do Centro de Atendimento Socioeducativo - CASE - Fundação Criança São Bernardo do Campo de 2006 a 2017, professor convidado do Centro de Referência às Vítimas de Violência – CNRVV – Instituto Sedes Sapientiae, de 2000 até o presente. 

11h > Debate

12h – 13h30 > Almoço

13h30 > “As políticas públicas no enfrentamento às violências: o fazer do CRAMI” – Fabiana Belintani

Graduada em Psicologia (Puc-Campinas); Especialista em Combate à Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes (LACRI-USP); Especialista em Saúde Mental: intervenções em casal, família e instituições(CEFAS). Atua na área social e clínica, com experiência no trabalho com crianças e adolescentes e na execução de capacitações e supervisões sobre o tema da violência contra crianças e adolescentes e suas transversalidades.

14h> “Uma contra educação possível” - Sócrates Magno Torres 

Graduado em Ciências Sociais pela UNIFESP, educador social e militante dos Direitos Humanos. Coordena o Núcleo de Inteligência Periférica. Professor convidado da FESPSP - Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, onde ministra curso de extensão universitária sobre “Educação Libertária”. Roteirista do documentário “É disso que eu tô falando”, que trata da Redução da maioridade penal.

14h40 > Políticas Públicas e Direitos Sociais: um diálogo necessário com a emancipação política e humana – Beth Rossin

Graduada e com Mestrado em Serviço Social pela PUC-Campinas. Assistente Social aposentada da Prefeitura Municipal de Campinas, com atuação profissional nas políticas públicas de habitação, educação e assistência social. Atualmente compõe o quadro de docentes do programa de pós-graduação no curso gestão da política de assistência social e trabalho com famílias do Centro Salesiano de São Paulo - UNISAL, Unidade Americana. Integra o Grupo de Estudos do Cotidiano Escolar da Faculdade de Educação – Unicamp.

15h20 > Debate

16h > Café de Encerramento


Sobre o produtor

CRAMI Campinas

O CRAMI - Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância - é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, que atua na atenção e proteção de crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica (física, sexual, psicológica e negligência) e seus familiares através de acompanhamento psicossocial e trabalho de educação social. Atualmente o CRAMI - Campinas atende 270 famílias e aproximadamente 800 crianças e adolescentes.

Local

Auditório Zeferino Vaz
Rua Cláudio Ábramo, 113, Cidade Universitária
Campinas, SP

Ver mapa

Login

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Recuperar senha

Confira seu e-mail

O endereço indicado receberá um e-mail com instruções de como criar uma nova senha.

Criar conta

Ao me cadastrar, concordo com os Termos de uso e Política de privacidade da Sympla

Confira seu e-mail

Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação.